Já Não Me Iludo

(Letra: Pedro Malaquias)
(Música: Susana Félix e Nuno Espirito Santo)


Fujo de mim
Procuro a luz
No fim da noite
Deito-me só

Finjo-me outra
No peito nu
À flor da boca
No gesto cru

Solto o meu corpo
Sobre a cama
Finjo-me morta
Ninguém me chama

Não tenho história
Quero-me assim
Guardo a memória
Só para mim

Não quero nada
E quero tudo
Desencantada
Já não me iludo

Solto o meu corpo
Sobre a cama
Finjo-me morta
Ninguém me chama